© 19 Entertainment

© 19 Entertainment

3 estrelas

É o final do século XIX e vive-se o auge da Belle Époque em Paris. George Duroy (Robert Pattinson) é um ex-militar que faz os possíveis por sobreviver. É numa noite em que vai de encontro a um dos seus antigos camaradas, Forrestier, e ele o convida para um jantar em sua casa, que Duroi inicia a sua ascensão na sociedade e o filme começa.

O princípio é bastante promissor numa atmosfera boémia a contrastar com a pobreza da casa de Duroy e com a opulência contida da casa de Forrestier. No entanto, embora pontuado com alguns momentos bastante bons, o filme continua num ritmo desigual parecendo, de quando em quando, que a história é empurrada para a frente em vez de fluir.

“As pessoas mais importantes em Paris não são os homens, mas as suas mulheres.” É uma das frases mais icónicas do filme e mostra a importância das personagens femininas. De facto, o elenco está repleto de actrizes de peso (Uma Thurman, Christina Ricci e Kristin Scott Thomas) que, na maioria das cenas acabam por ofuscar Robert Pattinson (em especial, Christina Ricci) que ganharia bastante se aprendesse o valor da subtileza na arte da representação.

Mas neste filme os grandes trunfos acabam por ser alguns elementos mais secundários: a banda sonora, responsável pela marcação emocional de cada cena e o guarda roupa rico e deslumbrante.

O actual cartaz, faz com que a escolha de "Bel Ami" não seja muito óbvia dado os restantes filmes, mas fica para quem for amante dos filmes de época e para os que querem ver o Robert Pattinson em acção.

Segue-nos no Facebook / Twitter